Weby shortcut
Logo 4
Logo da UFG
Facebook
Twitter
YouTube
Instagram
Felinos

Clínica Médica de Felinos

Clínica Médica de Felinos

Ao longo da ultima década, houve uma evolução importante no exercício da medicina veterinária, isto vem sendo demonstrada pelo emprego de diversos meios diagnósticos e pela utilização de técnicas cirúrgicas e clinicas cada vez mais avançada para diagnóstico e tratamento das patologias encontradas.

Esta evolução vem sendo importante também para diferenciarmos a clinica médica de caninos e felinos.

Há pouco mais de dez anos, cães e gatos eram considerados muito semelhantes quanto a sua fisiologia e patologias. 
 
Hoje já sabemos que “gatos não são cães pequenos”. As diferenças fisiológicas, particularidades comportamentais e patologias especificas, tornou necessário um conhecimento mais aprofundado sobre os felinos. 
 
Baseado nisto, o HoVet-Jataí dispõe de um atendimento diferenciado a estes pacientes.

Estamos sempre nos especializando e a procura de meios diagnósticos mais eficientes para reconhecer as patologias mais precocemente, aumentando assim a qualidade de vida dos seus gatos.

Um paciente com manejo nutricional e sanitário adequado pode ter uma vida bastante longa, são vistos relatos de gatos com 23 a 25 anos.

* Algumas particularidades sobre a medicina felina:

  • O hipertiroidismo, é uma doença relativamente freqüente nos gatos que promove emagrecimento e outras alterações sistêmicas importantes, normalmente observa-se um maior índice desta doença a partir dos oito anos, o diagnóstico baseia-se em exames hormonais sorológicos;
  • Doenças cardíacas, sobretudo as hipertróficas são comuns em algumas raças e através de ecocardiograma podem sem diagnosticadas e tratadas a fim de evitar as conseqüências;
  • Doença renal policística pode ser diagnosticada precocemente, e através de um manejo adequado a evolução da mesma pode ser minimizada;
  • Doenças virais podem ter inicio silencioso, só desenvolvendo sinais quando já bastante avançadas. Pode-se através de exames sorológicos adequados identificá-las e evitar assim contagio de animais sadios;
  • O manejo alimentar deve ser cuidadosamente adotado, respeitando diferenças etárias;
  • Os felinos podem ser hipertensos por diversas causas, a aferição da pressão permite um manejo adequado para os mesmos;
  • A obesidade pode levar a distúrbios orgânicos severos, entre eles a diabetes e a lipidose hepática, logo, faz–se necessário um acompanhamento e um controle alimentar adequado a fim de diminuir o risco de aparecimento das mesmas;
  • Diversos fármacos são completamente contra-indicados em pacientes felinos, devido às particularidades metabólicas dos mesmos, logo, antes de administrar qualquer medicação o Médico Veterinário deve ser consultado.

Categorias : Noticias

Listar Todas Voltar